05 abril 2016

#BEDA2016 | Amor Amargo - Jennifer Brown

Título Original: Bitter EndTítulo Brasileiro: Amor AmargoAutor(a): Jennifer BrownEditora: GutenbergAno: 2015Páginas: 256Sinopse: Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.Até Cole aparecer.Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos

Se ignorarmos o fato de que o pai de Alex desistiu de viver e não parece lembrar que tem uma família, tudo parece estar dando certo em sua vida. Cursando o último ano do Ensino Médio, ela finalmente poderá realizar seu sonho e viajar ao Colorado, junto a Zach e Bethany, seus melhores amigos, para descobrir o que levou sua mãe a sair de casa - e a morrer no caminho.


As coisas só parecem melhorar quando Cole, o novo aluno da escola demonstra se interessar por Alex e, mais tarde, dar indícios de que seria o melhor namorado do mundo. À primeira vista, ele seria um garoto como qualquer outro - além de irresistivelmente bonito - porém ele quer Alex. E ela nunca foi desejada por garoto algum.
A vida não poderia ser melhor - é isso o que ela continua repetindo para si mesma enquanto é obrigada a se afastar de seus amigos, pois Zach e Bethany não são boas companhias segundo seu namorado.
É o que ela continua repetindo enquanto se torna refém das palavras de Cole.
É o que ela continua repetindo enquanto se culpa.
É o que ela continua repetindo enquanto se esconde.
É o que ela continua repetindo enquanto é espancada.
Saiu de fininho da sala e depois fechou a porta quase sem fazer barulho e, de uma hora para a outra, eu estava sozinha. E foi aí que tudo começou a doer. O pulso. Os quadris. O couro cabeludo. O pescoço. E, mais do que tudo isso junto, o coração.
Atire a primeira pedra quem nunca julgou a vítima de um relacionamento abusivo. Quem nunca disse que seria diferente com você: ao primeiro sinal de agressão ou comportamento abusivo, você terminaria o namoro. Contradizendo todas as sentenças que ouvimos de amigos ou desconhecidos, Alex também acreditava que Cole a amava e nunca a faria mal: pelo menos até o primeiro golpe desferido. E depois, já nutria sentimentos verdadeiros e intensos pelo seu agressor; sentimentos tão poderosos que a fizeram perdoá-lo diversas vezes.
Até que perdoar não fosse mais uma opção. E o que começou como um romance de colegial, terminou como um crime.
Eu não passava de uma marionete, me movendo ao sabor de sua vontade.
"Amor Amargo" é um livro escrito por Jennifer Brown e retrata relacionamentos abusivos; principalmente o que se passa na cabeça das vítimas. A autora não pensa duas vezes em chocar o leitor, de modo que a única palavra capaz de resumir o livro é montanha-russa. 

Escrito em primeira pessoa, a autora de "A Lista Negra" relata através de Alex a dor, a culpa e a humilhação sofridas pelas vítimas e prova ao leitor que algo terrível pode acontecer com qualquer um. A história de Alex (bem como de centenas de jovens) não é fácil de ser lida; a todo instante você reza para estar errado, para que um milagre aconteça... Você torce para que Alex esteja certa. Mesmo sabendo que nunca estará. 
Mas era como ver a mim mesma da entrada de um longo túnel escuro. A pobre garota na saída, esta sim estava arrasada, confusa e cheia de hematomas. E eu morria de pena dela, quem quer que ela fosse.
Enlouquecedor, aterrorizante e desesperador: essas três palavras marcam o enredo criado por Jennifer. E a dor no peito que seguirá o leitor após o fim da leitura é a consequência  de sabermos quantas Alex nunca serão salvas.

Avaliação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário