10 dezembro 2015

Esperando Por Doggo - Mark B. Mills


SKOOB
Título Original: Waiting For Doggo
Título Brasileiro: Esperando Por Dogg
Autor(a): Mark B. Mills
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 224
Sinopse: Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan.

Assim que eu vi a sinopse de Doggo me interessei na hora. Até o ano passado, eu nunca antes havia tido um cachorro de estimação, então eu me simpatizei por Dan sendo dono de primeira viagem e fiquei interessada em ver como seria essa evolução - de alguém que não queria ter um cachorro para de repente se afeiçoar a ele.
Dan é um publicitário que acabou de ser largado pela namorada de anos sem mais nem menos. Um dia ela simplesmente vai embora e só deixa uma carta e Doggo, um cãozinho feio que ela levou para a casa numa tentativa de melhorar o relacionamento dos dois. Dan então precisa entrega-lo a um lar de animais e seguir em frente com a sua vida - e isso significa que ele precisa arranjar um emprego. Entretanto ele não tem coragem de abandonar o feioso, e sua escolha de ficar com Doggo acaba melhorando sua vida.
"Ele é um vira-lata baixinho, gordinho, comum, honesto e passado de mão em mão. Mesmo assim, ele parece não ter a menor ideia de que é assim. Notei isso no escritório na última semana. Ele se porta como se fizesse parte da realeza, como se todo mundo estivesse de olho nele."
Doggo se mostra uma fonte de inspiração e um amigo querido para Dan, enquanto ele tenta se adaptar à vida sem Clara e ao novo emprego. Os dois não se gostavam muito no começo e constrói uma amizade no decorrer do livro que se mostra verdadeira. Mas eu senti falta de mais Doggo. Ele está ali, presente quase sempre, mas meio em segundo plano. Esperava que tivesse mais momentos adoráveis ou engraçados, uma coisa meio Marley E Eu. A maior parte do livro é Dan se adaptado ao emprego e vivendo a sua vida, onde coincidentemente ele tem um cachorro feio chamado Doggo.

Esperando Por Doggo é despretensioso, sem reviravoltas mirabolantes ou qualquer coisa do tipo; é rapidinho de ler - eu li em uma sentada - ele é levinho e fácil de se ler, e mesmo a falta de clímax e mantendo o tom o livro inteiro, eu gostei da leitura.
"Doggo muda de posição e sinto a pressão do corpinho quente dele contra a minha perna. Geralmente ele não faz isso - ele não gosta muito de contato físico - e, enquanto fico pensando nisso, o momento passa, e a minha raiva começa a passar também de maneira misteriosa."
Avaliação:
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário