05 agosto 2015

A Playlist de Hayden - Michelle Falkoff

Título Original: Playlist For The Dead
Título Brasileiro: A Playlist de Hayden
Autor(a): Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 288
SKOOB
Sinopse: Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A Playlist de Hayden é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

Admito que estava mais animada antes de ler de que ao finalizar o livro. Não que ele seja ruim, eu até que gostei, mas eu imaginei que a história seria um pouco diferente. Eu realmente achava que a ligação com a música seria mais forte e mais direta, e embora a playlist seja maravilhosa, e tenha relação com a história, não é ela que guia a trama.
"O silêncio no quarto começou a me apavorar. Eu continuava a tentar me convencer de que aquilo não era nada, de que Hayden tinha apenas encontrado uma boa posição para dormir, (...), mas isso seria algum tipo de pequeno milagre, e, mesmo depois de passar cinco anos na escola judaica, a verdade é que eu não acreditava em milagres."
Hayden e Sam são melhores amigos e brutalmente separados para sempre quando Hayden se suicida, por motivos que Sam desconhece. Agora, além de tentar descobrir o que aconteceu aquela noite, Sam busca seu lugar no mundo-sem-Hayden e procura entender o amigo através de uma playlist deixada por ele. A morte de Hayden acaba sendo um gatilho para que diversas descobertas sejam feitas por Sam acerca das pessoas com quem vive, desencarrilhando diversas mudanças e amadurecimento.

O tema principal do livro é o bullying. Sam e Hayden sofrem com isso diariamente e encontram um no outro abrigo contra todas as coisas ruins. Eles gostam de boa música, de jogos online e cultura pop, e de passar horas juntos na casa de Sam, onde Hayden pode fugir da pressão de sua casa. Opressões diárias, ridicularizações, sem o apoio de sua própria família e ainda ser humilhado uma vez atrás da outra. Até onde uma pessoa consegue suportar ser vítima desses abusos psicológicos?
"Só queria lembrá-lo de que você tem opções. Às vezes, quando as pessoas estão com raiva, elas descontam nos outros, e já há violência suficiente por aqui do jeito que as coisas estão."
A Playlist de Hayden aborda esses assuntos com delicadeza, e embora não seja de forma forte para chocar, me tocou e me fez simpatizar pelos personagens - e querer abraça-los forte e dar um bom sermão em todo mundo. É um livro melancólico, sobre enfrentar as dificuldades, reconhecer que todos possuímos nossos problema e encontrar sua força para continuar em frente. Acima de tudo, é um aprendizado a saber respeitar as pessoas e suas diferenças e perdoar.

Apesar de ser diferente do que eu imaginava no começo, eu gostei do livro. Gostei de como as questões foram abordadas e finalizadas - aquele final que não é bem final, já que a vida dos personagens continua. Gostei que a autora não deu nenhum final de contos de fada "e todos viraram amigos e viveram felizes para sempre", foi realista, sensível, mas não deixando de ser bonito. 
"Se havia alguma coisa que eu aprendera com a playlist, é que ouvir as pessoas pode ser importante. Gosto de pensar que estou ficando melhor nisso."

Avaliação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário