03 março 2015

Os Escolhidos [The 100 #1] - Kass Morgan

Título Original: The 100

Título Brasileiro: Os Escolhidos
Autor(a): Kass Morgan
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 288
Sinopse: Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida.

Minha mais nova obsessão televisiva é a série da CW chamada The 100 e só há pouco tempo eu descobri que ela é baseada nos livros de Kass Morgan, uma trilogia de mesmo nome. Obviamente, como sou eu, fui atrás dos livros para ler. O primeiro já foi lançado aqui no Brasil (infos acima), o segundo, Dia 21, lançou no Brasil agora em fevereiro assim como o terceiro livro intitulado Homecoming, anda sem data nacional de lançamento.

Primeiramente, se você assiste a série e ainda não leu o livro, saiba que o primeiro é extremamente diferente do programa. Não é um eufemismo. A parte básica está lá: uma guerra nuclear levou os remanescentes para o espaço numa estação espacial chamada Arca. As regras e leis n'Arca são duríssimas, os jovens que infringem a lei (mesmo a menor) são presos e os maiores de dezoito anos condenados à morte. A Arca sobrevive a 300 anos, mas está morrendo aos poucos o Conselho precisa encontrar uma solução. Enviam, então, 100 jovens delinquentes à terra a fim de descobrir se ela já está habitável novamente para que todos possam voltar. Entretanto a estadia dos jovens na terra não será fácil, e a dos que permaneceram na Arca também não.

A premissa é muito legal. Diferente de muita coisa que já li, esse mundo pós-apocalíptico, um estilo meio survival me interessou na série logo de cara e fiquei animada com o livro. Acontece que a série [pausa dramática] é muito mais superior que o livro. Pois é, fazia tempos que não encontrava uma adaptação melhor que o livro. Mas, ao contrário do que poderiam pensar, não me decepcionei. Já havia sido avisada - por mais de uma pessoa - que os livros não era lá essas coisas, então comecei a ler sem altas expectativas e somente com curiosidade para saber como era. Talvez o aviso prévio tenha me ajudado. E no final, eu até que gostei do livro.

Os Escolhidos é escrito em terceira pessoa alternando os capítulos entre ponto de vista de 4 personagens (Clarke, Bellamy, Wells e Glass). Meu incomodo começou ai, essa mudança constante quebrou demais o meu ritmo da leitura, não deu tempo de me envolver com os personagens e acabou sendo uma leitura simples sem muita emoção, entendem? Sem aquela sensação de estar vivenciando os acontecimentos com o personagem, sem o arrepio e o frio na barriga quando uma boa leitura engaja e você perde noção do mundo. Nem todo livro tem isso comigo, esse foi um deles. A história que mais gostei foi a da Glass, dos quatro narradores ela é a única que ficou na Arca, então o enredo dela ficou mais completo e fechado e envolvente, pois não dividia atenções.

O meu maior problema com o livro foi a superficialidade. Não aproveitou o potencial gigantesco da história, como a série fez. Ficou tudo corrido e raso, e algumas partes cansativas que eu passei os olhos numa leitura rápida. Uma ideia tão legal para abordar e a autora focou-se em escrever um triângulo amoroso sobre todas as coisas. Não tem problema ter romance, eles não são robôs e são jovens  pelo amor de Deus, mas jura que vai se focar nisso com uma temática tão boa? Os personagens não tinham muita personalidade, achei-os meio méh sem muito carisma. Bellamy foi o que mais gostei (mesmo Glass sendo melhor em questão de construção, ela é chatinha), porque ele ficou muito diferente da série. Ainda prefiro o Bellamy da CW, mas o do livro é legal também, um jeitinho metidinho mas sem ser arrogante, meio brincalhão quando ninguém está olhando.

É um livro ok. Não achei o máximo ou incrível, especialmente em comparação com a série. Estou torcendo para que as coisas melhorem em Dia 21, o final de Os Escolhidos é um gancho muito bom (quem vê a série sabe) para que a ação comece mesmo e quem sabe dê um agito. Em breve estarei de volta falando de The 100, mas dessa vez a série que estou apaixonada. ;)

Avaliação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário