03 março 2015

Cidade do Fogo Celestial [Os Instrumentos Mortais] - Cassandra Clare

Título Original: City of Heavenly Fire: The Mortal Instruments

Título Brasileiro: Os Instrumentos Mortais: Cidade do Fogo Celestial
Autor (a): Cassandra Clare
Ano: 2014
Editora: Galera Record
Páginas: 531

Sinopse: ERCHOMAI, Sebastian disse. Estou chegando. Escuridão retorna ao mundo dos Caçadores de Sombras. Enquanto seu povo se estilhaça, Clary, Jace, Simon e seus amigos devem se unir para lutar com o pior Nephilim que eles já encararam: o próprio irmão de Clary. Ninguém no mundo pode detê-lo — deve a jornada deles para outro mundo ser a resposta? Vidas serão perdidas, amor será sacrificado, e o mundo mudará no sexto e último capítulo da saga Os Instrumentos Mortais.

Primeiramente, esclarecimentos sobre meu súbito desaparecimento, fim do ano passado estava sofrendo com as pressões de vestibulares e afins, agora que estou mais tranquila devo voltar a ativa, então lhes trago a resenha que já era para estar pronta há muito tempo e que finalmente chegou. Então meu amigos e amigas que acompanharam essa saga maravilhosa que é Instrumentos Mortais, aqui lhes trago A Cidade do Fogo Celestial, o última resenha dessa saga que deixará saudades em nossos pobres corações de leitores.

Com uma guerra batendo em suas portas, Clary e seus fiéis amigos, com mais problemas do que nunca, devem pensar em como resolver, além da guerra, o fogo celestial que queima dentro de Jace. Não sei se foi impressão minha, mas tudo nesse livro acontece de uma vez, não existem momentos sem tensão ou sem você imaginar que algo de ruim está para acontecer, foi uma agonia gigante do começo ao fim!

“Ele se recordava de que, em noites comuns, as ruas ficavam tranquilas, iluminadas pelo brilho pálido das torres. Mas hoje à noite havia barulho, o qual vinha do Gard e da colina, onde as luzes dançavam como se dezenas de fogueiras tivessem sido acesas.” Pág. 149.

Amei esse livro do começo ao fim mesmo com as milhares de teorias do que iria acontecer como, o spoiler de que alguém ia morrer, o fuzuê foi feito, e todos acharam que tudo ia virar cinzas e destruição por isso, e no fim, em minha opinião, foi uma tempestade em copo d’água, e do que aconteceria no final desse livro, que em minha opinião, não foi tuuuuuudo o que eu estava imaginando.Sinto que as histórias de muitos ainda não foram acabadas, e eu adoraria muito que elas fossem escritas, porque tem muita coisa pra ser explicada ainda.

“Ela sabia que os Caçadores de Sombras de Alicante lutariam até o ultimo homem: com determinação, coragem, vingança e glória. Com esperança.” Pág. 398.

Nossos personagens não mudam em nada, mas pude ver que Cassandra se aprofundou muito mais em alguns deles nesse livro ao invés de somente se focar em Clary e Jace, isso me deu esperanças de que possa haver continuações, pois em minha opinião, a história dos dois terminou ali, e foi linda. Mas as dos outros, tem tanta coisa que possa ser aproveitada, Isabelle, Simon, Alec e Magnus tem muita coisa para nos contar ainda. Maaas, Mary me disse que novos livros serão escritos, então já estou mais feliz.


É com um pouco de tristeza que me despeço de Instrumento Mortais, essa saga que alegrou nossos dias de chuva e sol, e que com certeza está em minha lista de livros favoritos da vida. Espero que tenham gostado dessa aventura tanto quanto eu!



Nenhum comentário:

Postar um comentário