17 setembro 2014

#QueremosPictaMundi!

Vocês já conhecem Picta Mundi? Ele é o livro de estreia da fofíssima Gleice Couto, dona do blog Murmúrios Pessoais, e tem dado o que falar nas redes sociais! Picta Mundi será publicado de maneira independente, ou seja, sem apoio de alguma editora portanto a Gleice irá imprimir de acordo com os números vendidos em pré-venda (que já está acontecendo, vai até dia 22 de setembro, corram!).

Mas o céu é o limite! Após a Bienal do Livro deste ano, alguns booktubers resolveram lançar a campanha #QueremosPictaMundi para chamar a atenção do mercado editorial para o livro através de uma petição para que ele seja publicado e atinja um maior número de leitores nesse nosso Brasél. Participe você também e assine a petição AQUI.

Alguns sortudos já puderam ler a obra, você pode conferir a resenha deles nos links a seguir (já adianto, todos falam muito bem!): O Livreiro, Burn Book, Geek Freak, Um Leitor a Mais.

SinopseA vida da jovem Letícia virou de cabeça pra baixo após a morte de Raul, seu pai. Até mesmo o colégio onde estuda, o renomado Dippel – um reduto de jovens prodígios, perdeu a pouca graça que tinha. Mas as coisas começam a mudar quando descobre que o desaparecimento de Felipe, o aluno mais promissor do colégio, e a morte de Raul poderiam estar interligados. Daniel, irmão de Felipe, afirma que Raul pode estar vivo, mas, assim como seu irmão, preso em um mundo paralelo dentro de quadros, Picta Mundi. Ao que tudo indica, porém, Raul desaparecera ao procurar os objetos mágicos que os libertariam daquele universo. Agora, somente Letícia pode ajudá-los. Para isso, terá que entrar em Picta Mundi e, junto com Felipe, procurar por seu pai e reunir os itens mágicos. A tarefa não será nada fácil. Em meio a várias aventuras em quadros que retratam momentos da história do Brasil, como os bailes de máscara do início do século XX ou uma aldeia de índios tupinambás no século XVI, eles terão seus conhecimentos e coragem testados em enigmas, passagens secretas, e confrontos com seres perigosos, liderados pelo maligno Donato, que também está atrás dos itens mágicos, mas com o objetivo de usá-los para o mal: dominar Picta Mundi.