17 maio 2014

FILME: Divergente

Título Original: Divergent
Título Brasileiro: Divergente
Direção: Neil Burger
Ano: 2014
Duração: 140 miutos
Elenco: Shailene Woodley, Theo James, Ashley Judd, Jai Courtney, Ray Stevenson, Zoë Kravitz, Miles Teller, Tony Goldwyn, Maggie Q e Kate Winslet
Sinopse: Em uma Chicago futurista, onde as pessoas estão divididas em cinco facções com base em suas personalidades, uma adolescente descobre que ela é divergente -- uma pessoa que não se encaixa em qualquer uma das facções -- e logo descobre segredos em sua sociedade aparentemente perfeita.




Trailer:

 


Então, a despeito do meu preconceito com distopias e raiva do filme porque ele fez sucesso e Vampire Academy flopou (fãs de Divergente, não me odeiem, foi totalmente pessoal e inveja mesmo), eu li e assisti Divergente (leia a resenha AQUI). O mais surpreendente é que: eu gostei.

Um dos maiores medos das adaptações de livros para filme é o tom e informação do primeiro para o segundo. É ilusão achar que um filme será igual ao livro, e eu nunca espero que isso ocorra. Porém, uma adaptação feliz é aquela que passa as informações contadas nas páginas com o mesmo tom. E eu senti isso em Divergente. Consegui identificar as cenas dos livros, quais cenas ficaram parecidas, quais foram alteradas ou juntadas, mas foi feito de uma boa maneira que não se perdesse nos minutos ou que me fizesse torcer o nariz.

O filme é tão aventuresco quanto o livro, com cenas de ação alternadas com algumas cenas mais tranquilas, mas igualmente importantes. Os minutos passam rápido, e não apenas porque o ritmo do filme é dinâmico, também porque te envolve na história. Achei a caracterização, tanto do cenário quanto das personagens, bem feita. Especialmente visualizar a evolução da personagem Tris (e de seus amigos) no decorrer da trama, de iniciados inseguros para adultos seguros. É muito interessante e animador ver um livro que você gostou tomar forma.

As atuações também não foram ruins, embora agora que já passou a excitação do pós-filme (sabe como é, aquela sensação que você tem logo que sai do cinema de que tudo foi perfeito) comece a achar a Shailene Woodley, que interpreta a personagem principal, um pouco sem graça. Ela guiou até que bem, mas foi totalmente ofuscada pelo Theo James, o Quatro. E não digo isso apenas julgando sua beleza, mas o cara tem uma presença fortíssima nas telas que chama a atenção. E sobre a Kate Winslet, só digo que adorei odiá-la e mesmo ela não sendo minha atriz favorita, ela arrasa em qualquer papel.

Enfim, Divergente é o tipo de filme que possui os elementos corretos para atrair os jovens em busca de filmes com aventuras feitos para a idade, com uma trilha sonora maravilhosa - sério, acho até que gostei mais da trilha que do filme - que casa com o longa.

Avaliação: