28 fevereiro 2014

Apertem o play e aumentem o som: HAIM

Conheci a banda Haim há pouquíssimo tempo, através da minha amiga e housemate Thaís, que achou que seria "interessante" viciar alguém em suas músicas. Pois é, meus leitores, fui pega e agora compartilho com vocês as meninas que já conquistaram seu espaço no repeat da minha playlist.

Haim (a pronúncia é algo como "raiam") é o sobrenome de Este (27), Danielle (25) e Alana (22), irmãs nascidas em San Fernando Valley, Califórnia, e musicistas desde crianças, provindas de uma família igualmente musical: o pai, Mordechai, e a mãe, Donna, possuíam uma banda chamada Rockinhaim que tocava em feiras de caridade locais. Seguindo os passos dos pais, Danielle e Este, as duas mais velhas, formaram sua própria banda chamada The Valli Girls.

Foi em 2006 que surgiu a atual Haim, com as três meninas tocando suas músicas. Entretanto, era mais como uma espécie de hobby, já que cada uma estava envolvida em seus próprios projetos. Este estava fazendo faculdade (formou-se em etnomusicologia pela Universidade da Califórnia), Danielle passou os próximos dois anos ao terminar o colegial em turnê com de Jenny Lewis e em seguida fora convidada por Julian Casablancas, do Strokes, para se juntar a ele em sua turnê solo. Alguns trabalhos de Danielle depois e após Este se formar, Alana largou a faculdade e as três se uniram firmemente na Haim, focadas na banca e querendo leva-la adiante.

As três são versadas em instrumentos: Este toca guitarra e baixo; Danielle, guitarra e bateria; Alana, guitarra, teclados e percussão. Em 2012, tendo já tocado como banda de apoio de vários artistas, como a Ke$ha, lançaram seu primeiro EP original com 3 músicas em seu site com download gratuito por um período de tempo, chamando assim atenção da imprensa musical e do público. A Haim já tocou com Mumford&Sons e Florence and the Machine, lançaram seu primeiro álbum, Days Are Gone, em 2013.

Eu adorei a pegada da banda. Tem um quê anos 80, com um estilo indie, folk e rock que funciona perfeitamente em suas mãos. Quando dei por mim, estava cantarolando o refrão de algumas de suas músicas, elas entram na sua cabeça e te faz querer dançar e cantar, porque são simplesmente boas demais. Procurem também por covers que elas interpretaram e apresentações acústicas: arrasam.

Os clipes oficiais delas vocês podem conferir abaixo:

Informações retiradas da wikipedia.