31 janeiro 2014

O Teorema Katherine - John Green

Título Original: An Abundance of Katherines
Título Brasileiro: O Teorema Katherine
Autor (a): John Green
Ano: 2013
Editora: Intrínseca
Páginas: 302
Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.


Hora de uma overdose de livros do John Green, tenho além dessa, mais outras duas resenhas para fazer, que estão atrasadas desde o ano passado, mas devagar se vai longe né... Nessa resenha vou falar sobre O Teorema Katherine, que nos mostra a história de Colin, um garoto que apesar de ser inteligente não chega a ser um prodígio, e com uma longa lista de namoradas Katherines, sim, todas se chamam Katherine e todas terminaram com ele.

Colin e seu amigo Hassan, com o terminaram do ano, decidem viajar pelo país para que Colin supere seu término com a 19ª Katherine, e dirigem até chegarem a uma cidadezinha chamada Gutshot, onde conhecem uma caipira chamada Lindsey, e após uma série de eventos complicados e com muitos spoilers, são convidados por ela e sua mãe Hollis a ficar na cidade para trabalharem em um projeto.

“E, naquele momento, estava tão frio e tão silencioso... E eu te amava tanto. Agora está calor e muito quieto de novo. E eu ainda te amo.” Pág. 139.

Durante sua estadia em Gutshot, Colin começa a criar seu próprio teorema, um teorema que mostra o tempo de felicidade, quando a relação começou a decair e o término, e se tudo desse certo poderia prever relações futuras. E ao mesmo tempo vão se aventurando pela pequena cidade, conhecendo os amigos e o namorado de Lindsey, que por ironia do destino, se chama Colin.

O livro trabalha bem no desenvolvimento e características de cada personagem, Colin apesar de estar sofrendo constantemente, se mostra egoísta até de mais em certas situações, e Hassan não é o amigo perfeito, trocando o amigo por uma garota facilmente, e Lindsey sendo simpática, verdadeira e às vezes extravagante dependendo da situação.

“Os livros são os melhores exemplos de Terminado: deixe-os de lado e eles os esperarão para sempre, dê-lhes atenção e sempre retribuirão seu amor.” Pág. 148

Admito que o começo do livro não prendeu minha atenção, a história parecia ser fútil em seu começo, mas me surpreendi com esse livro, John Green novamente nos da lições de vida da maneira mais simples possível, colocando frases que nos faz refletir sobre muitas coisas em nossa vida, o que chega a ser um pouco perturbador quando se lê tantas verdades.

Não se preocupem, ninguém irá sofrer com esse livro como todos sofreram em nosso querido A Culpa É Das Estrelas, em O Teorema Katherine o foco que pude perceber é a superação, que apesar de ser um tanto quanto parado, é lindo pelo que nos apresenta, sendo mais uma bela obra do nosso querido John Green, e nos fazendo agradecer por ele não ter destruído nossos corações novamente.