05 dezembro 2013

Julieta - Anne Fortier

Título Original: Juliet
Título Brasileiro: Julieta
Autor(a): Anne Fortier
Editora: Arqueiro
Ano: 2010
Páginas: 445
Sinopse: Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, na Itália, mas desde os 3 anos foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose, que as adotou depois de seus pais morrerem num acidente de carro. Passados mais de 20 anos, a morte de Rose transforma completamente a vida de Julie. Enquanto sua irmã herda a casa da tia, para ela restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei. A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar, muito antigo e misterioso. Mesmo acreditando que sua busca será infrutífera, Julie parte para Siena. Seus temores se confirmam ao ver que tudo o que sua mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio. Mas logo ela descobre que a caça ao tesouro está apenas começando. O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue essas duas famílias. E, levando-se em conta a linhagem e o nome de batismo de Julie, ela provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade e a se relacionar com os sienenses. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo

Há muito tempo eu queria ler esse livro! A Ferdi, do blog Bruine, que me apresentou através de uma fanfic e desde então eu estava louca para tê-lo em mãos. Graças a uma das viagens nas últimas semanas para prestar vestibular (e ainda não acabou sintam meu sofrimento) encontrei o livro bem mais barato do que estava sendo anunciado na internet.

Julie Jacobs mora nos Estados Unidos. Ela e sua irmã gêmea, Janice, nasceram na Itália, mas foram criadas pela tia-avó Rose após um acidente de carro matar seus pais quando tinham 3 anos. Julie e Janice são muito diferentes: Janice é bem sucedida, independente e parece gostar de provocar a irmã. Julie entretanto, tem uma vida instável apesar de ser uma pessoa mais agradável que Janice. Com a morte de Rose, além de lidar com o luto, Julie também tem que lidar com a surpresa de descobrir que, no testamento, a única coisa deixada para ela pela tia fora uma carta revelando um segredo familiar.
"As duas mulheres me encararam como se eu fosse um fantasma materializado diante de seus olhos."
Julie é na verdade Giulietta Tolomei, e a morte de seus pais pode não ter sido apenas um acidente. Instruída a voltar a Siena, na Itália, e reaver alguns pertences de sua mãe, Julie, agora Giulietta, embarca numa investigação que envolve o passado de sua família e o Romeu e Julieta de Shakespeare. Descobrirá rixas familiares que duram 600 anos e um possível romance conturbado. Mentiras, mais segredos e diversos perigos passam seu caminho - inclusive dois misteriosos perseguidores pelas ruas de Siena. Terá de contar com toda a sua determinação e perspicácia para ir ao fim e reconhecer quais são seus verdadeiros inimigos.

O livro é incrível. Eu devorei suas páginas rapidamente, ansiando por mais e querendo descobrir o que aconteceria a seguir. Anne consegui reinventar Romeu e Julieta de uma maneira simples e verossímil, misturando realidade e ficção com destreza e sucesso. E ambientado em Siena, que foi descrita tão apaixonante que entrou na minha lista (top 5 diga-se de passagem) de lugares que eu quero conhecer no mundo.
"Se estivesse sozinho, Romeo teria jogado a cabeça para trás e contemplado, perplexo, a miríade de criaturas exóticas que cruzavam aquele Paraíso particular."
Estou me segurando para não ter um ataque de fangirl aqui, mas vamos lá. As personagens. Tanto os mocinhos quantos os vilões foram bem conceituados e criados. A autora não deu ponto sem nó, uma reviravolta atrás de outra. Personagens que pareciam irrelevantes tornaram-se importantes para a trama e alguns desagradáveis desenvolveram e tornaram-se mais toleráveis - alguns até adoráveis. Não são previsíveis ou superficiais, possuem uma bagagem toda de sentimentos, passado e emocional/psicológico, tornando-os reais. Os relacionamentos entre eles também foram bem construídos e evoluídos. E devo dizer, suspirei com o par romântico da Julie, o introspectivo e charmoso Alessandro.

A trama é envolvente, com um equilíbrio perfeito de mistério, suspense, ação e romance. Sem muito ou pouco de um ou outro, a leitura segue sem quaisquer problemas ou pesada. Alternando capítulos entre o presente de Julie e o passado de sua antepassada, Giulietta, Anne construiu a história culminando num clímax e revelações que me surpreenderam um pouco. Algumas cosias eu conclui sozinha durante a leitura, mas o final foi bem diferente do que eu imaginava (e de uma maneira positiva).

Avaliação: