11 novembro 2012

Parede em Branco #1

Oi, gente!

Então, hoje incia-se uma novidade no blog: a Parede em Branco. Quinzenalmente será publicado um conto/crônica elaborada pela Maíra Dias de temas diversos pra vocês. Eu estava pensando nessa coluna há um tempinho já e resolvi chamar uma querida amiga pra integrar à equipe do blog com sua escrita que conheço há tempos. Espero que gostem! ;)















Estou em momentos menos barulhentos, menos agitados, e muito menos empolgantes. Com ou sem companhias é sempre o mesmo, sinto-me incompleta. Nada mais faz sentido, quando a gente descobre que tudo o que queríamos não passa de ideal. Na realidade, nada disso é possível, e o clichê de que tudo "o impossível é só questão de pessimismo" também é ultrapassado. A verdade é que com o passar do tempo nossos ideais, assim como nossa percepção de realidade, muda completamente. E se não mudamos junto, o que resta é ficar extasiados. Massacrante!

Quanto mais cresço mentalmente, mais compreendo que os valores e desejos são individuais, e diversos. Cada qual com suas intenções, com suas respectivas realidades. Nos momentos de reflexão, as fantasias me parecem muito oportunas, mas logo me lembro de que elas servem apenas como fuga da realidade triste em que nos encontramos.

E enfim, o que nos resta se não nos enclausurarmos em nossos pensamentos, já que viver nosso ideal muitas vezes é visto como precipitado e errado, fora dos padrões impostos por essa sociedade capitalista, e ditatorial?


Bom pessoal, espero que tenham gostado. Por ser a primeira vez que escrevo aqui, não optei por um tema fixo, apenas usei algumas indagações em monólogo. Até a próxima.

@Maah_Dias_ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário