07 setembro 2012

#Top5 Histórias de Amor

Inspirada pelo post da Luara, do blog Estante Vertical, onde ela citava 5 filmes que não consegue parar de assistir, tive a ideia de iniciar uma postagem semanal de top5 temáticos de filmes/livros/séries juntamente com a colaboradora do blog, a Priscila. Já tivemos diversas ideias, que estão sendo devidamente escritas e organizadas (sob litros de risos) e toda sexta-feira terá um post novo!


Para abrir essa nova sessão, começaremos com o Top5 Histórias de Amor, que vocês votaram pelo twitter e facebook ontem. A Pri e eu sentamos e discutimos diversos filmes (incrível que quando precisamos os filmes simplesmente fogem da nossa cabeça e parece que nunca vimos um!!) e por fim conseguimos chegar à um bom top5.


PODE CONTER REVELAÇÕES DO ENREDO



(The Notebook) -  dirigido por Nick Cassavetes, adaptado do romance homônimo de Nicholas Sparks.


A história bem ao estilo de Romeu e Julieta modernizado. Não lemos o livro (ainda), mas o filme é emocionante. O amor inocente de dois jovens amadurecendo junto a eles. Um filme leve e cheio de significância. Não é uma história de amor 'perfeita'. Os dois brigam, se separam, mas no final, acabam juntos pois é para ser. O romance é tão cheio de altos e baixos, de momentos lindos e outros angustiantes que eu, Maria, fiquei sem fôlego (sério gente, a Pri riu de mim até, de tanto que chorei no filme!). Mas o final, foi o final mais lindo e digno que achamos. Noah permanece ao lado de Allie até o fim, mesmo quando ela já não é capaz de se lembrar dele, fica a espera daqueles cinco minutos de consciência em que ela volta a ser a sua Allie.



(P.S. I Love You) - dirigido por Richard LaGravenese adaptado do romance homônimo de Cecelia Ahern.


Como pode ser uma história de amor se começa com a morte do... par romântico!? Explicaremos, caros leitores. P.S. Eu Te Amo está em segundo lugar exatamente por isso. Com a morte do marido, Gerry, Holly entra em estado de choque até que algumas semanas após o enterro, cartas começam a chegar para ela assinadas por... Gerry! Ele simplesmente sabia o quanto ela ficaria abalada e como ela reagiria e mesmo morto esteve com ela durante a parte escura de sua vida ajudando-a a superar sua morte e ser feliz novamente através de cartas com suas lembranças juntos e que a guiavam no que fazer em seguida. Lindo e emocionante, não poderia ser esquecido e entrou exatamente em segundo lugar.



(Ladyhawke)- dirigido por Richard Donner.


Eu ainda não vi o filme, esse foi indicação da Pri e concordamos que também deveria entrar no top5. Bem, O Feitiço de Áquila conta a história de um casal que é separado por uma maldição devido à extrema inveja e ciúmes de um feiticeiro: Isabeau transforma-se em falcão durante o dia e seu amado Navarre toma a forma de um lobo durante a noite. Dessa forma, ambos não podem de tocar como humanos em momento algum, e assim o feiticeiro Áquila acha que poderá ter Isabeau para ele. Mas o casal não desiste e luta para que a maldição seja quebrada para que possam ficar juntos novamente, sem se deixarem intimidar pelas pedras no caminho.



(My Girl) - dirigido por Howard Zieff


Inocente, ingênuo, infantil e, ainda sim, romântico. Não há muito que falar desse filme que marcou nossa infância. Afinal, quem é que não se lembra de seu primeiro amor, não é mesmo?


(Just Like Heaven) – dirigido por Mark Waters, baseado no livro Et si c'était vrai (E Se Fosse Verdade) de Marc Levy.


Eles começam não se dando bem de maneira alguma. Mas o fato de ela estar, na verdade, em coma, vai fazer com que os dois se juntem antes que seja tarde demais. Sem esperar, acabam descobrindo o amor, que supera o fato imediato dela ser um fantasma. Além de impedir que os aparelhos sejam desligados, ambos devem impedir de serem separados para sempre.


"Aaah, mas Maria, Priscila, cadê Titanic? Romeu e Julieta? Esqueceram dessas histórias de amor?" Não, amados e amadas, não nos esquecemos. Mas resolvemos fugir dos clichês e repetições. Quero dizer, todo mundo cita Titanic e Romeu e Julieta, e queríamos algo mais diferente, sabe? E então, concordam com nosso top 5? E o seu, qual é?

Um comentário:

  1. Meus Deus, como discordar de uma lista assim! Sensacional Maria! Concordo com todos, são histórias muito bonitas e marcantes a sua maneira, lindas mesmo!

    Bjs

    ResponderExcluir