25 setembro 2012

Aniversariante: Carlos Ruiz Zafón

Quem assopra as velinhas hoje é o autor espanhol Carlos Ruiz Zafón!



Zafón nasceu em Barcelona em 1964. No ano de 1993 ganhou o prêmio Ebedê de literatura pelo livro O Príncipe da Neblina, seu primeiro romance que vendeu mais de 150mil exemplares só na Espanha. É considerado uma das maiores revelações literárias dos últimos tempos com o livro A Sombra do Vento, publicado em 45 países e traduzido em mais de 30 idiomas além de ser finalista dos prêmios espanhóis Fernando Lara e Llibreter, dos anos de 2001 e 2002 respectivamente; em Portugal, em 2006, a obra foi premiada com a Correntes d’Escritas.

Suas obras consistem na Trilogia da Névoa, composta pelos livros O Príncipe da Neblina, O Palácio da Meia-noite e As Luzes de Setembro, sendo O Príncipe da Neblina publicado no Brasil pela Planeta Editora. Publicados no Brasil pela Suma das Letras, veio então Marina, e a saga gótica misteriosa de quatro livros que podem ser lindos independentemente um do outro, compostos por A Sombra do Vento (que já chega a mais de 6.5 milhões de exemplares vendidos no mundo desde sua publicação em 2001), O Jogo do Anjo (mais de um milhão de exemplares vendidos na Espanha) e o mais recentemente lançado aqui, O Prisioneiro do Céu.

Atualmente, o escritor vive em Los Angeles, trabalha com roteiros de cinema e se dedica a mais uma obra. Também colabora nos jornais espanhóis La Vanguardia e El País.
 "Sempre fui fascinado pelo mundo dos robôs, das aparições, dos fantasmas, dos palacetes modernistas, dos túneis [...]. Na minha literatura, gosto de explicar histórias a partir de imagens, e misturo relato de intrigas, relato de aventuras, romance gótico e romance histórico não-realista. Acho tedioso dizer: ‘Fulano está triste.’ O que quero é fazer o leitor sentir a tristeza. Tecnicamente é mais complicado, mas dramaticamente tem mais força e é um desafio"
Já li Marina e estou lendo A Sombra do vento, e já sou uma grande fã do cara! A narrativa é envolvente, surpreendente e extremamente bem escrita e poética, além das tramas bem boladas, com mistérios, aventuras e suspense. É uma leitura que indico e que deve ser lida, com certeza.

Parabéns, Zafón! :D

3 comentários:

  1. Carlos Ruiz Zafón, te amo seu lindo. Obrigado por criar Daniel Sempere.

    ResponderExcluir
  2. Lembro da sua resenha de Marina e fiquei mto interessada em lê-lo, mas ainda ñ consegui. É um autor que a maioria das pessoas gosta, que bom que vc fez um post para lembrar a data.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Acredita que nunca li nada do Zafón? :o
    Tenho 2 livros dele aqui na estante e o tempo não me ajuda... Mas pretendo ler assim que possível A Sombra do Vento!

    Bjs, Kel - www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir