01 julho 2012

#Livro "Toda Garota Quer"

Ficha Técnica 

Título Brasileiro: Toda Garota Quer

Autor(a): Larissa Siriani

Ano: 2009

Editora: Publicação Independente

Páginas: 89

Sinopse: Dora tem 17 anos, acabou de terminar o colegial e é uma garota completamente frustrada. Depois do fim do seu relacionamento com o garoto supostamente perfeito, mais o fato de que o seu futuro parece completamente errado pra ela, tudo o que ela mais quer é recomeçar e esfriar a cabeça. Pra isso, vai parar sozinha em Ilhabela, para uma semana de sossego. Estes eram os planos. Antes, é claro, de ela conhecer Tomáz. Ele é tudo o que ela - e qualquer uma! - morre pra ter, mas será que Dora está pronta pra outra?


Skoob


No dia dos namorados no blog da Larissa Siriani estava tendo uma promoção: ao comprar As Bruxas de Oxford, concorria ao Toda Garota Quer. Eu, que nunca ganhei nada em promoção, sorteios, bingos e afins, comprei o As Bruxas sem me importar muito com o segundo livro. E não é que eu ganhei?


O livro é fininho, rápido e fácil de ler. Na verdade, Toda Garota Quer começou como um conto postado no blog da Larissa, mas fez tanto sucesso e incentivaram tanto que acabou transformando em um livro. Super legal né?




"Depois daquilo, eu não sabia mais se o que eu sentia eram ódio e aversão puros, ou um simples reflexo do meu amor por ele sendo ferido." - pág 8



Dora enfrenta problemas que todo jovem brasileiro tem que lidar: acabou de sair do colegial, prestou milhares de vestibulares e vai pra uma faculdade que ela nem tem interesse, pois não sabe o que quer. É bem a realidade atual, com cursos infinitos e nós, pobres jovens que acabamos de sair das fraldas do colegial temos que escolher – com apenas 17 anos! – o que iremos querer para as nossas vidas. Complicado, não? Pra completar, terminou seu namoro com o cara que ela achava que era perfeito. Com tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, ela pede um stop e, logo após sua formatura, ganha dos pais uma viagem para Ilhabela.


Uma semana na maravilhosa e relaxante praia, sozinha, tomando todo o tempo apenas para ela. Era o que Dora tinha em mente, até conhecer o simpático e carismático Tomáz. Quando estão juntos, as coisas parecem ser muito mais fácies do que são e Dora sente que o conhece há anos ao invés de horas ou dias. Tomáz a faz encarar aquilo que ela não via e não queria ver. A faz pensar em seu futuro e passado e tenta ajuda-la a superar o ex-namorado. Tudo o que ela não queria era se apaixonar, ainda mais tão rápido e com a decepção de outro relacionamento tão perto. Mas parece que o amor é inevitável com Tomáz.




"Por que eu diabos eu tinha que ficar adulta tão rápido, se eu ainda ia fazer dezoito anos, tinha uma vida toda pela frente e não fazia real e literalmente a menor ideia  do que eu queria para mim?" - pág 28



A história é, acima de tudo, sobre descobertas e decisões. Descobrir que você é, quem e o que você quer ser, tanto como pessoa quanto como profissão. Tomar decisões importantes e saber ter a capacidade de seguir em frente e esquecer aquilo que te fez mal, encarando apenas como uma maneira de aprendizado. Tomáz e Dora tem um ritmo gostos de acompanhar e nos faz querer ter uma relação como a dos dois: amizade e respeito mútuo – e em tão pouco tempo!


Mesmo sendo uma narrativa curta, nos prede do início ao fim e nos faz desejar que os personagens tenham logo seu final feliz. A diagramação é simples e, salvo um ‘mãe’ que deveria ser ‘mão’ (Gente, eu vivo cometendo esse erro também!) não há outros erros de digitação ou grafia.


Toda Garota Quer é um ótimo livro pra se sentar numa tarde preguiçosa e ler tranquilamente, se deixando mergulhar na história como se fosse a própria Dora e ter um Tomáz ao seu lado.




Enfim, eu estava ansiosa. De todos os Natais, aquele seria o melhor, o mais inesquecível, eu tinha certeza." - pág 83


Resenha desenvolvida por Maria Salles


Book Tour de Toda Garota Quer!



É o seguinte, eu gostei muito do livro e ainda mais o fato de abordar problemas típicos de jovens recém formados brasileiros (só pra variar um pouquinho, não é? rs). Pensando nisso, fiquei muito a fim de fazer um Book Tour. Como é a primeira vez que estou fazendo algo assim no blog, decidi, primeiramente, ter certeza que terei algum retorno. Quem tiver interesse em ler o livro, por favor, comente aqui na resenha pra eu ter  uma ideia dos interessados e, até final de semana que vem, eu faço um post explicando o número de participantes e como será o book tour.

13 comentários:

  1. Gosto muito dessas leituras rápidas e com histórias de adolescentes, foi com esses livros que comecei a gostar mesmo da leitura.

    ResponderExcluir
  2. Acho que todo mundo passa por essa fase de não saber o que quer e tal. Eu mesma começei e parei duas faculdades antes de fazer a que faço e já penso que ao terminar essa quero fazer outra diferente. A verdade é que ngm sabe ao certo o que quer e fica sempre blançando de um lado para o outro. Tem uma frase, não sei de quem que diz uma coisa bem legal, mais ou menos assim: "você provavelmente não vai saber o que quer fazer da sua vida até os 35 anos e as melhores pessoas passam a vida toda sem saber."

    Esse tipo de livro é uma forma de vermos que qualquer um passa por isso e que não faz mal algum as vezes termos dúvidas. Quero participar sim do book tour.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da Siriani, mas tô bastante curiosa. E eu adoro livro de se ler numa "sentada", kkk. Também tô procurando ler mais autores brasileiros, mas nao quero clássicos, quero conhecer quem tá começando agora, gente da minha "geração" :D
    Adorei a resenha! Acho que também quero ter um Tomáz do meu lado, rs

    ResponderExcluir
  4. Também adoro, Luciene! Bem chick-lit!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Pois é, estamos constantemente lidando com esses problemas - ou não lidando!. E o bom é que o livro é brasileiro, ou seja, é realmente a nossa realidade!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Já li dois e estou querendo ter a 'coleção' dela completa, viu! hahaha Os clássicos são, bem, clássicos, mas apesar de caírem no vestibular e serem históricos, não se tratam da nossa realidade, não a atual. Temos que lembrar disso e dar mais espaço ainda pros autores nacionais de agora! :D E Tomáz está bem disputado hein! kk

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Já tinha visto esse livro no skoob, mas nem sabia que ele era assim curtinho. E gostei de saber que era um conto inicialmente, que sucesso!
    Só não participo do BT pq eu realmente estou atolada nas leituras, flor... Mas se precisar de divulgação, pode pedir!

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei a dica de livro, vou ler concerteza! Amei o blog tbm!

    ResponderExcluir
  9. Ahhh, já ouvi falar desse livro e está na minha listinha dos "PRECISO LER". Gostei da temática. *-*

    ResponderExcluir
  10. Um conto fofo desse, tinha mesmo que virar um livro. Adorei o que você disse: "é um ótimo livro pra se sentar numa tarde preguiçosa e ler tranquilamente"
    Agora, como Tomáz é de outra cidade, acho que ela não ficará com ele. E, não é, que fiquei curiosa! rs....

    ResponderExcluir
  11. Sou apaixonada por qualquer tipo de romance, esse concerteza vai ser do mesmo jeito! Além de ser juvenil!
    Vou ler

    ResponderExcluir