10 maio 2012

#Filme "Um Dia"



Ficha Técnica

Título Original: One Day

Título Brasileiro: Um Dia

Direção: Lone Scherfig

Ano: 2011

Duração: 1hr47min

Elenco: Anne Hathaway, Jim Sturgess

Sinopse: Depois de um dia juntos – 15 de julho de 1988, data da formatura da faculdade – Emma Morley (Anne Hathaway) e Dexter Mayhew (Jim Sturgess) iniciam uma amizade que durará a vida toda. Ela é uma menina de classe operária cheia de princípios e ambição que sonha em tornar o mundo um lugar melhor. Ele é um conquistador rico que sonha que o mundo será o seu playground.

Nas duas décadas que se seguem, momentos-chaves de seu relacionamento são vividos em diversos dias 15 de julho da vida dos dois. Juntos ou separados, vemos eles ao longo de sua amizade e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risadas e lágrimas. Mas, em algum ponto dessa jornada, eles percebem que aquilo que buscam e desejam estava lá o tempo todo. Com a revelação do verdadeiro significado daquele dia de 1988, eles aceitam a natureza do amor e da própria vida.

Baseado na obra de David Nicholls.

Trailer:







Há mais ou menos um ano eu vi o pôster de divulgação do filme, que me deixou curiosa para vê-lo, mas foi apenas final do ano passado que eu li a sinopse e decidi que assim que saísse em DVD eu iria alugar para ver. Assim foi feito, e ontem à noite eu e minha mãe assistimos, crente que iríamos chorar. Não poderíamos estar mais enganadas.

A história do filme é muito linda e inspiradora. Nos faz pensar na nossa relação com as pessoas a nossa volta e indagar nossas escolhas, se foram as corretas ou não, o que deixamos para trás e o que será que estará a nossa frente. O que o filme nos passa é uma grande e bela lição, voltamos nossos olhos para nós mesmos e analisamos como encaramos a vida diante os momentos felizes e alegres.



A evolução dos personagens é notória, assim como as roupas que acompanham a época que eles se encontram. Ambos passam por dificuldades e, em algum momento, estacionam na vida. A maneira que eles seguem em frente é diferente. Emma é mais madura e objetiva, apesar dos momentos complicados, ela não se perde, encontra seu equilíbrio e no fim tem seu sucesso. Já Dexter é o personagem mais frágil, passando a imagem de arrogante e mimado, sendo, na verdade, apenas um garoto assustado que não sabe o que quer da vida. Ele, sim, se perde e passa a maior parte do filme fazendo burrada atrás da outra, até que se estabelece, embora não seja a vida que queria, define seu foco. Ele só se encontra realmente nos minutos finais, após uma grande reviravolta na história – admito que me pegou desprevenida, quem viu sabe do que estou falando, eu achei que seria o contrário – que o desequilibra totalmente (e de novo), mas que algum tempo depois ele consegue encontrar a força que precisava para seguir em frentes. Os minutos finais, literalmente, as duas últimas cenas, compensam o filme todo. Tocante, profunda e me deu uma vontade louca de chorar (meus olhos encheram de lágrimas).

Há um momento do filme em que ele comenta a tatuagem yin-yang que ele tem, definindo o símbolo como sendo equilíbrio perfeito de duas partes opostas. Sem saber, embora esteja claro para quem assiste ao filme, estava descrevendo a ele e Emma. A relação dos dois é muito verdadeira e real, com brigas e momentos bons, momentos que um apoia o outro e outros que a verdade nua e crua é exposta sem dó.



Algo que gostei foi a passagem do tempo. As roupas, os cabelos e até as gírias evoluíram perceptivelmente. Mesmo sem a marcação de tempo que eles colocaram seria possível distinguir os anos diferentes que se passavam, caracterizando até mesmo o estado de espírito de ambos. Não deixaram passar também as casas e ruas, tudo foi ajeitado para parecer o ano que indicava. A produção não teve erros nisso. Sem contar a paisagem linda europeia e a beleza estonteante do Jim.

Entretanto, o filme é fraco. As belíssimas paisagens da Inglaterra e França e incrível atuação de Anne Hathaway, não são o suficiente para segurar o ritmo extremamente lento, mesmo para um romance. O clímax ocorre apenas no final, e dura pouquíssimo tempo. Mesmo tendo uma história interessante, é cansativo e chegou a um dado momento do filme que comecei a ficar sonolenta. Parece mais extenso do que é, apesar de não ter nem duas horas de filme. No geral, considerando atores, roteiro e produção, é um bom, mas é preciso se preparar antes de apertar o play.

Resenha desenvolvida por Maria Salles.



9 comentários:

  1. Esse livro me deixou arrebentada!! As emoções foram intensas!!

    Rs!!

    Bacanérrimo seu blog!!

    Aparece lá no meu tbm!!

    http://umpoucomaisdelivros.blogspot.com.br/

    Bjus

    Mica

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li o livro, mas quero ler!! :D

    xxo

    ResponderExcluir
  3. Tu chegou a ler o livro?
    Tanto o filme como o livro são muito bons. Achei uma ótima adaptação! Não achei ele lento não. A história é interessante e sim o grande climax mesmo só no final :(

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente não tive a oportunidade de ler o livro =( Mas quero ler assim que possível! Ah não sei, eu achei ele bem massante, faltou algo no filme pra me agradar completamente.

    ResponderExcluir
  5. Gostei do filme. Talvez tenha gostando tanto por causa do livro, que amo demais.

    Beijos.

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Bem, como eu ainda não assisti ao filme (aliás, estou baixando agora, rs) não posso opinar nessa =\
    Eu tenho o livro, ainda não lido é verdade, mas todos falam tão bem da história! Vou conferir o filme, o livro e volto pra te contar o que achei ^^
    Estou sempre te acompanhando no Twitter e recebo sua visita no blog tbem, mas não tinha atentado p o fato de vc ter um blog... Mil desculpas por isso! Adoro visitar quem me visita e quem interage comigo :) Voltarei sempre viu!
    Beijos, boa semana =*

    @morenalilica
    http://doceinsensatez.com/blog

    ResponderExcluir
  7. Hei, Lilian! Tudo bom sim, obrigada. Então, eu também não tive a oportunidade de ler o livro ainda, mas em breve espero sanar a curiosidade! Mas a história em si, como disse no post, é muito boa! Só achei o filme cansativo. hahahaha Ficarei esperando sua opinião quanto ao filme então :D
    kkk Imagina, isso acontece. Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo que os detalhes escapam! Mas obrigada por ter vindo e comentado, será sempre muitíssimo bem vinda aqui!
    Beijos e bom semana pra ti também!

    ResponderExcluir
  8. Eu li o livro ano passado, e foi uma das melhores leituras pra mim, mas o baque do final foi tão grande que até agora ñ vi o filme. Não pq ele seja ruim ou coisa do tipo, é só que ... ele me deixa mto triste.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Pois é, foi um baque o final pra mim também! Eu e minha mãe assustamos! Sério!

    Beijinhos! ;D

    ResponderExcluir